domingo, 2 de fevereiro de 2014

Orlando

Orlando é um magnífico livro da escritora britânica Virginia Woolf.
Publicado pela primeira vez em 1928, Orlando é um extraordinário livro e é, de acordo com os críticos, uma semi-biografia inspirado numa amiga de Virginia Woolf, Vita Sackville-West.
Orlando, na sua duplicidade sexual – homem e mulher –, é uma personagem fascinante que Virginia Woolf nos biografa ao longo dos seus 350 anos e que acompanha as idades moderna e contemporânea inglesa. As suas aventuras, os seus amores, as suas dúvidas e ensejos são objecto de uma séria mas ao mesmo tempo divertida narrativa que nos prende desde a primeira página.
Virginia Woolf, dotada de uma imensa capacidade de bem escrever, transporta-nos para um mundo onde o real se confunde com o mágico e onde a penumbra dos duplos sentidos não ofusca o brilhantismo da prosa nem a profundidade que se encontra nas sumulas verdadeiramente filosóficas que cotejam todo o livro.
Orlando é uma obra fantástica e tem sido objecto dos mais variados projectos interpretativos desde a sua publicação uma vez que é, em muitos momentos e até de forma global, de leitura dúbia, não apenas pela ambiguidade em relação ao género da personagem principal mas também devido ao facto de ser de difícil enquadrar cronologicamente. Não obstante, os obstáculos não são inultrapassáveis e qualquer leitor poderá beneficiar, mais do que não seja, da beleza da escrita da autora.
Orlando é um enormíssimo livro de uma das mais relevantes escritoras do século XX e que merece, e muito, ser lido e relido.

Sem comentários: