domingo, 13 de janeiro de 2013

A Violência e o Escárnio

A Violência e o Escárnio é um livro de Albert Cossery, escritor nascido no Cairo, editado pela Antígona.
Cossery é um dos mais interessantes escritores que temos tido oportunidade de ler. As suas obras – escassas, porque aparentemente o autor era bastante ocioso – caem fora das habituais temáticas da literatura mais comercial.
Em A Violência e o Escárnio debate-se a forma de intervenção na problemática política. As personagens que assumem a primazia na narrativa optam por encarar os políticos e o exercício da governação como uma verdadeira paródia. Estando em forte oposição aos governantes da sua cidade estas personagens, ao invés de optarem pela tentativa de derrube destes através do exercício da violência escolhem o escárnio, a troça, a zombaria numa tentativa, irónica, de ultrapassagem dos próprios partidários do regime e de os ridiculizar.
A escrita de Cossery é de grande simplicidade e os seus livros lêem-se com enorme facilidade não obstante o facto de reflectirem questões de alguma complexidade como é o caso desta obra. As suas personagens, que são o espelho de uma sociedade peculiar e, não obstante o facto de ser possível traçar a sua orientação geográfica e a limitação temporal, poderiam ser uma imagem perfeita de várias latitudes e momentos cronológicos.
A Violência e o Escárnio é um grande e delicioso livro e Albert Cossery um dos escritores mais interessantes do século XX. Esta é uma obra que, definitivamente, aconselhamos.

1 comentário:

djamb disse...

Fiquei muito curiosa! Penso que será um dos próximos a trazer da biblioteca.
Boas leituras!